Amy’s Story

 

tee3

  • I am Amy, age 41. I am from Southeast Asia. Our typical diet is mostly carbohydrates and a little of protein.
  • I was diagnosed to have Polycystic Ovary Syndrome (PCOS) months after my marriage, both of my parents’ side have history of cancer, diabetes, hyperlipidemia, and high blood pressure. I, on the other hand, have had a history of anxiety, diagnosed to have pre-diabetes, have seen some abnormal bladder cells and insomnia.
  • I started to change my family’s lifestyle when my Father-In-Law died early due to Cardiac arrest then my husband was diagnosed to have diabetes and metabolic syndrome, and the doctor told us that he might end up like his dad.
  • Exercise is not my cup of tea, I don’t have the stamina to go through it. However, I do Pilates.
  • But even with low carb diet and Pilates (including the HIIT Pilates 6x a week) I am continuously growing big until I have reached and exceeded the weight that I have had when I was pregnant. It was very frustrating.
  • I happen to find out a Ketogenic diet challenge on August 2016, my starting weight then was 63kg. But it was not a smooth journey for me because for the first few months instead of losing weight I gain – and reached almost 73kg in January 2017, then I started to slowly lose weight and body fat percentage.
  • Early December 2016 I have had some bladder symptoms and did a urine cytology. The urine cytology reports abnormal cells seen, thus another urine cytology plus cystoscopy has requested. The second cytology report came together with the cystoscopy that reveals there is now no sign of any abnormal cells. The Urology consultant couldn’t find anything and said that I don’t have anything to worry about and forget the abnormal cells seen on my first cytology.
  • I am out of pre-diabetes, less anxiety and depression, and my insomnia is under controlled.
  • My doctor believes that with Ketogenic diet she would wean me off soon thus she only gave me a tablet a day. I was weaned off of my sleeping pills and exchanged it to anti-depression meds to gradually normalize my sleeping pattern.

tee3

Eu sou a Amy, tenho 41 anos. Sou do Sudeste Asiático. A nossa dieta típica inclui principalmente carboidratos e um pouco de proteína.

Fui diagnosticada com Síndrome de Ovário Poliquístico (SOP) após o meu casamento, ambos os lados da família pais têm história de câncer, diabetes, hiperlipidemia e pressão arterial elevada. Eu, por outro lado, tenho historial de ansiedade, fui diagnosticada com pré-diabetes, algumas células de bexiga anormais e insônia.
Comecei a mudar o estilo de vida da minha família quando o meu sogro morreu cedo devido a uma parada cardíaca, depois o meu marido foi diagnosticado com diabetes e síndrome metabólico, e o médico nos disse que ele poderia acabar morrendo cedo como o seu pai.

O exercício não é o meu forte e eu não tenho grande força de vontade para fazer exercício a não ser Pilates.

Mesmo com dieta baixa em carboidratos e Pilates (incluindo HIIT e Pilates 6x por semana), continuei a aumentar constantemente de peso até atingir e ultrapassar o peso que tive quando eu estava grávida. Foi muito frustrante.

Em Agosto de 2016 descobri um desafio de dieta cetogênica, o meu peso inicial era então de 63 kg. Mas não foi uma jornada suave para mim porque durante os primeiros meses, em vez de perder peso, ganhei – e atingi quase 73kg em Janeiro de 2017, começando só aí a perder peso e gordura corporal lentamente.

No início de Dezembro de 2016, tive alguns sintomas associados à bexiga e fiz um exame de citologia na urina. A citologia relatou a presença de células anormais, e o especialista solicitou uma outra citologia de urina e uma cistoscopia. O segundo relatório de citologia veio junto com a cistoscopia e revela que já não há sinal de células anormais. O especialista de Urologia não conseguiu encontrar nada e disse que não tenho nada com que me preocupar e que devo esquecer as células anormais vistas na minha primeira citologia.

Já não sou pré-diabética, sofro de menos ansiedade e depressão, e minha insônia está sob controle.

O meu médico acredita que com a dieta cetogênica ela me vai tirar dos medicamentos em breve, e só estou tomando um comprimido por dia.

Deixei de precisar de medicamentos para dormir e somente ainda tomo medicamentos contra a depressão para normalizar gradualmente o meu padrão de sono

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: