My journey/O meu percurso

I was never obese, never in my life. Well, never until my 40’s. Then everything changed, my metabolism slowed down, and started putting on kilos now matter how hard I exercised or how low fat I ate. Light, diet, low fat products you name it, were my way of eating healthy. I did Dukan for some time, I lost, but quickly gain. I tried South Beach and a bunch of other diets. Nothing worked.

As Portuguese, fat from meat, fish, dairy was always part of my life, but unfortunately so were refined carbs and sugar. I have always been the kind that studies and investigates a lot, and I started reading about the new LCHF and ketogenic “diets”. New, yah, something that comes from the 19th century (not to mention way before) as compared with the low fat diet that comes from the 70’s yeah ….

They caught my attention since day one so I started reading, studying, investigating, searching for reliable websites, people, doctors. Came across Volek and Phinney, Tim Noakes, Jason Fung, Eric Westman, David Perlmutter, Andreas Eenfeldt, Peter Attia, Eric Berg, and many more. I was suddenly realising how stupid I have been, how the food and drug industry play tricks on us forcing us to believe that a High Carb diet is the healthy way of living.

Long story short, my LCHF journey is now 3 years, I lost 14kg, I feel better than ever, and all my blood results are amazing. Although my 52 years of age did influence my weight loss, I was not at anytime trying to lose fast, I was not on a fad diet, I found my way of living.

Today I am in maintenance, I know my body well, and I know exactly what to do to keep my weight within the limits I established for myself. I found myself, long lost in the so called healthy diet.


Eu nunca fui obesa, nunca em toda a minha vida. Bem, nunca até aos meus 40 anos. De lá para cá tudo mudou, meu metabolismo abrandou, e comecei a ganhar quilos independentemente do quanto fazia exercício ou o quanto low fat eu comia. Light, diet, low fat, etc eram a minha rotina alimentar pensando ingenuamente que comia saudável. Eu fiz Dukan por algum tempo, perdi peso, mas rapidamente ganhei tudo e mais de volta. Tentei a South Beach e um monte de outras dietas. Nada funcionou.

Como portuguesa, a gordura de carne, peixe, laticínios foi sempre parte da minha vida, mas infelizmente também o foram carbos refinados e açúcar. Eu sempre fui do tipo que estuda e investiga muito, e comecei a ler sobre as novas dietas LCHF e cetogênica. Novas, yahhhh, algo que vem do século 19 (para não mencionar antes), em comparação com a dieta de baixa gordura que vem a partir dos anos 70, sim ….

LCHF e cetogênica chamaram a minha atenção desde o primeiro dia, então comecei a ler, estudar, investigar, procurar sites confiáveis, pessoas, médicos. Encontrei Volek e Phinney, Tim Noakes, Jason Fung, Eric Westman, David Perlmutter, Andreas Eenfeldt, Peter Attia, Eric Berg e muitos mais. De repente eu estava a perceber o quão estúpida tinha sido, como a indústria de alimentos e drogas joga connosco forçando-nos a acreditar que uma dieta alta em carboidratos é a maneira saudável de viver.

Resumindo, a minha viagem LCHF tem agora 5 anos, estudei nutrição, sou coach, perdi 14kg, me sinto melhor do que nunca, e todos os meus resultados de análises de sangue são surpreendentes. Embora a minha idade influenciasse a minha perda de peso, eu não estava em qualquer momento tentando perder peso rápido, eu não estava em uma dieta da moda passageira, eu encontrei o meu estilo de vida.

Hoje estou em manutenção, conheço bem meu corpo, e sei exatamente o que fazer para manter o meu peso dentro dos limites que estabeleci para mim. Eu me encontrei, há muito tempo perdida na chamada dieta saudável.

%d bloggers like this: